Dermopigmentação - como a solução dos problemas estéticos


Actualmente dermopigmentação estética como um método de resolver questões estéticas do rosto e do corpo, está a tornar-se cada vez mais popular.

A aparência bonita e bem cuidada tornou-se um «cartão-de-visita» tanto para os executivos/as  bem como para as donas de casa com vida activa. A este respeito, defeitos congénitos da pigmentação da pele (por exemplo, Vitiligo) e defeitos adquiridos (marcas, cicatrizes, estrias, etc) reduzem significativamente a auto-estima, desenvolvendo depois complexos comportamentais. Alguns destes defeitos são passíveis de correcção por cosmetologia terapêutica, outros requerem métodos radicais no âmbito da cirurgia estética.

A cirurgia é o principal tratamento para os defeitos estéticos e permite corrigir irregularidades significativas.
No entanto, qualquer intervenção cirúrgica exige reabilitação estética, que pode recorrer á dermopigmentação, permitindo mascarar as cicatrizes pós-operatórias com a mesma cor da pele circundante.

Nem todos os defeitos estéticos são indicados para uma intervenção cirúrgica. Às vezes, para a sua correcção visual é suficiente realizar  dermopigmentação estética.
Um lugar especial é ocupado pela correcção da cor e forma da aréola do mamilo, após vários procedimentos cirúrgicos.  Este procedimento ajuda as mulheres a recuperar a sua auto confiança , melhorar a sua sexualidade e tem um enorme valor psicológico.

A essência do método da dermopigmentação estética e da maquilhagem permanente, é a micro implantação dos pigmentos na pele com uma agulha, o que permite a mudança de cor da área desejada.

O primeiro passo do procedimento  é muito importante: a selecção do pigmento. A especialista avalia a cor da pele saudável do paciente e a cor da área danificada. O pigmento escolhido deve ter uma cor ligeiramente mais quente do que a da pele saudável  (devem  dominar  cores quentes: amarelo ou laranja), porque depois da cicatrização e regeneração da pele o pigmento perde uma parte dos tons quentes e é importante considerar este ponto.

No primeiro procedimento pode aplicar-se a amostra, isto é, o pigmento escolhido é aplicado  numa pequena área e depois da completa regeneração, avalia-se o resultado. Depois de fazer as correcções necessárias, o especialista trabalha em toda a área danificada.

Indicações para dermopigmentação estética:
1.       Pele despigmentada (Vitiligo)
2.       Cicatrizes pós-operatórias
3.       A cor e forma da aréola dos mamilos defeituosos (devido a pós-operatórios)
4.       Defeito congénito ou adquiridos do crescimento do cabelo (alopecia)
5.       Estrias
6.       Correcção e restauro da cor e da forma dos lábios